Blog

História do cão - Sunshine

Sunshine é uma menina muito especial para a gente. Não é para menos. Ela foi a segunda Spitz aqui de casa, a carregar em seu nome a alcunha Saint Francis Legacy. Sua chegada em nossas vidas se deu no segundo semestre de 2016. Fase em que almejávamos ainda a obtenção de filhotes brancos, a partir do cruzamento de uma fêmea de linhagem laranja com um macho branco. Nesse caso específico, do acasalamento da Lessie com o Hachico.

O tipo de cruza típico dos criadores iniciantes e dos tutores que colocam suas fêmeas para procriar. Pessoas, que por falta de conhecimento, enxergam no branco a única maneira de agregar valor em sua ninhada.

O que não sabíamos na época é que a grandeza do Spitz alemão vai muito além do branco. Se essa mistura de variedades fosse boa para a raça, o German Kennel Club (VDH) não teria regras que impedissem os brancos de acasalar com as demais cores. A Alemanha, além de ser o país de origem da raça, é a nação que dita o padrão seguido pela FCI. Lá os brancos só podem ser misturados, de tempos em tempos, com o preto. E, assim mesmo, só com autorização prévia.

Com o tempo, aprendemos também que a junção do laranja com o branco não costuma trazer benefícios. Pelo contrário, ela tende a gerar filhotes com tom laranja desbotado. Spitz que nascem “brancos” e, muitas vezes são até vendidos como tal, mas tornam-se cremes após a troca de pelagem.

Para nossa sorte, nem Sunshine nem seu irmão nasceram com essa tonalidade pálida. Ambos nasceram com um tom laranja amarelado tão vivo e reluzente quanto a própria luz do sol. Não é à toa que o Hugo imediatamente a batizou de Sunshine. Um de seus poucos nomes que eu gostei.

Cor que deixava essa fofa, um filhote ainda mais adorável. Todos que a viam, tentavam sair com ela escondida na bolsa. Sua carinha redonda, toda recoberta por pelagem de bebê, marcada com aquela listrinha branca de guaxinim sob os olhos, era realmente demais para qualquer um resistir. Nem nós resistimos. Tamanho era seu carisma, que nunca a colocamos a venda. Sunshine sempre foi um de nossos xodós.

Hoje é fácil perceber o porquê. Mesmo na barriga, seu fã número 1 já zelava por essa querida. Verdade, ninguém é mais apaixonado pela Sunshine que o pequeno Santiago. É muito legal de ver. Há tanta pureza nesses dois que é difícil dizer quem é o anjo da guarda de quem. A relação deles é como a de um anjo da guarda e sua estrela guia.

Talvez por isso, Sunshine seja o único de nossos Spitz que não foge da agitação dele. Mesmo o vendo correr, pular, gritar e bater as coisas no chão, ainda assim ela se deita toda meiga para que ele possa chegar perto. Santiago ama quando ela faz isso. Fica um tempão sentado ao seu lado. Até no colo, Sunshine permite que ele a pegue. É, sem dúvidas alguma, uma companheira muito fiel.

Outra amiga que Sunshine conquistou ao longo de sua trajetória conosco foi a Marie. Sunshine e Marie também são melhores amigas. Marie passa o dia pentelhando a Sunshine. Morde seu rabo, sobe em cima dela, corre a sua volta e late para ela. Faz de tudo para brincar com a Sunshine, que vai sempre na onda dela. Estão sempre de bem uma com a outra.

É tão forte a ligação dessas duas, que até no cio elas entram juntas. Fazem de tudo para não ficarem separadas. Até parto simultâneo as duas já tiveram. É de se admirar a lealdade que uma tem pela outra. Embora eu confesse, que o dia desse parto tenha sido uma completa loucura.

Mesmo com tanto amor e carinho a disposição, por incrível que pareça, a marca registrada de Sunshine ainda é a sua carência. Característica pouco comum nessa raça tão independente. Sunshine não chora quando nos vê chegar, ela grita. Fica desesperada nessas horas. Enche nossas pernas de unhadas. Se joga aos nossos pés para ganhar atenção. Só para quando a pegamos no colo.

Sunshine aposentou com 4 anos e hoje vive com a mamãe de duas de suas lindas filhas. Duas fadas encantadas, literalmente. Decidimos que seria legal para ela ter atenção em um nível que pudesse atender a sua demanda intensa de carinho. Algo que podia não ser suficientemente suprido em nossa casa. Uma vez que conosco, ela precisaria dividir o amor com os 19 irmãos e os inúmeros bebês.

Sanshuda, sua luz realmente iluminou os caminhos de nossa família. Seu amor infinito vai ficar, para sempre, gravado em nós. Não deixe que seu brilho se apagar nunca. Você é uma menina muito especial. Uma grande merecedora. Desfrute bastante sua nova jornada. Estaremos sempre em seu coração. Não deixe de nos mandar notícias. Beijos!


Entre em contato

Mensagem enviada com sucesso!

A mensagem não pôde ser enviada, tente novamente.